imagegen

Portugal: Educação em destaque no websummit

Portugal / 16 de noviembre de 2016 / Fuente: http://www.portugal.gov.pt/

O Ministro da Educação foi um dos oradores convidados do WebSummit sobre o tema «Sociedades de Futuro».

Conjuntamente com Iris Lapinski, fundadora da Apps for Goods – plataforma tecnológica de empreendedorismo e inovação sociais presente em muitas escolas portuguesas -, Tiago Brandão Rodrigues falou neste painel subordinado ao tema «Construir um tempo de fazedores».

Tendo sempre presente que um fazedor nunca o será se não for um conhecedor e um comunicador, o Ministro da Educação sublinhou como é imperativo ouvir o que os próprios alunos têm a dizer sobre inovação e tecnologia, pois as comunidades educativas têm muito a aprender com eles.

Alunos sabem as suas necessidades de resposta tecnológica

«Os alunos, melhor do que ninguém, têm bem mapeadas as suas necessidades de resposta tecnológica e de inovação aos desafios que a sociedade contemporânea lhes coloca, e têm-no desde tenra idade», afirmou, acrescentando que isto foi visível na forma atenta e ativa como contribuíram na conferência «A Voz dos Alunos».

O Ministro Tiago Brandão Rodrigues referia-se ao evento promovido pelo Ministério da Educação, no dia 4 de novembro, em Leiria, no qual os alunos foram chamados a contribuir para o desenho do que será o seu perfil educativo.

À Escola caberá, afirmou o Ministro, «promover ligações e fornecer ferramentas a partir deste mapeamento de necessidades feito pelos próprios alunos», concebendo a inovação tecnológica como algo transversal às ações educativas.

Escola deve ensinar alunos a organizarem os enormes fluxos de informação

Esta estratégia deve desaguar, simultaneamente, numa resposta tangível a cada uma das necessidades identificadas e, também, numa resposta suficientemente aberta para «que cada aluno lhe possa imprimir a sua marca pessoal e sentir essa resposta como a ‘sua’, isto é, como uma resposta construída à sua medida».

«Cabe à Escola e à Comunidade Educativa ajudar os alunos a ligarem o enorme fluxo de informação que hoje chega a cada um, àquilo que será o seu conhecimento sedimentado dessa informação».

E cabe-lhes, sobretudo, ligarem-nos «à forma como cada um o vai comunicar ao outro ao longo do seu crescimento pessoal e profissional», concluiu o Ministro da Educação, perante sala cheia no Pavilhão 1 da FIL, em Lisboa.

Fuente noticia: http://www.portugal.gov.pt/pt/ministerios/medu/noticias/20161109-medu-websummit.aspx

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *